O RITO ECLÉTICO

O Sistema da Maçonaria Eclética ou simplesmente Rito Eclético, foi compilado nas bases do Rito Inglês Primitivo (Antigo Rito Inglês) pelo Barão von Ditfurth (Franz Dietrich von Ditfurth: 1738, Dankersen, Alemanha – 1813, Wetzlar, Alemanha). À principio com cinco graus, sendo publicado sua obra em 1779,  Alemanha. O Rito foi reformado em 1783 pelo Barão von Knigge, que separou a maçonaria simbólica da filosófica coma finalidade da formação da Liga Eclética Alemã. Aderiram a Liga 27 lojas simbólicas, totalizando 3.500 maçons. Além da Alemanha, o rito foi bem sucedido na Polônia, Nápoles, Dinamarca, Itália, Suíça, Espanha (e suas colônias) e nas Américas. Na Argentina o rito foi instalado oficialmente em 1866, a partir da fundação da Respeitável Loja "Itália", Bueno Aires, subordinada ao Grande Oriente D´Italia - GOI. Já no Uruguai, foi instalado em 1882 a partir da cisão do Grande Oriente do Uruguai - GOU (atual Grande Loja da Maçonaria do Uruguai) e da fundação do Grande Oriente da Republica Oriental do Uruguai - GOROU. Por influência do Uruguai, o rito foi instalado em 1892 no Brasil (Rio Grande do Sul), quando da Revolução Federalista (1893-1895), pelo Conselheiro Gaspar da Silveira Martins ao voltar do exilio da Europa, instalando nas trincheiras dos Maragatos, Cerro Largo, Bagé e Piratini, lojas ecléticas. 

O Rito Eclético ou Maçonaria Eclética, nasceu, portanto, no seio da Franco-Maçonaria Alemã, Frankfurt, com a finalidade de resgatar a essência e a pureza da antiga Ordem dos Francos-Maçons.

Imagem1.jpg